Under The Covers – Cry To Me

Standard

Pensei que essa seria uma edição um pouco obscura pois Cry To Me não é algo que se toca no rádio, mas aí lembrei que ela fez parte da trilha do filme Dirty Dancing.

De qualquer forma, sua história por Solomon Burke e também de Precious Wilson é bem interessante além se soar totalmente diferente nas duas versões.

Nos adicione no seu agregador de podcasts pelo feed: http://feeds/feedburner.com/AutoradioPodcast

Powered by Wisdomtech

http://www.wisdomtech.com.br

Confira também a nossa lista do Spotfy com tudo que já rolou no AutoRadio.

ALBUM 7 – 1956 – LADO B

Standard

Viramos o bolachão e aqui está o Lado B de 1956!

Nessa outra face, continuamos com nosso convidado Wellington Leal e temos o alternativo FabioCa Ramiro com toda sua classe nos levando ao mundo encantado de Le Mans! E chuveu lá também!

Veja como foi a vitória do vencedor (sem spoilers aqui né? apenas 61 anos se passaram) e fazemos mais algumas comparações com anos mais jovens.

Na Indy 500 também choveu! Saiba quem dominou a edição de 1956 e o que foi o Cagle’s Miracle!

No campo da música, diversos encantos surgiam. Aqui você vai conferir os primórdios de: Chuck (Fuckin’) Berry, Little (O Chato) Richard, Gene (O BeBop) Vincent, Joe (Pai postiço da Whoopi Goldberg) Turner, Johnny (The Man In Black) Cash, Frank (Blue Eyes) Sinatra, Eddie (O Surfista) Cochran e Bill Halley e Seus Cometas Adestrados.

Nos adicione no seu agregador de podcasts pelo feed: http://feeds/feedburner.com/AutoradioPodcast

Powered by Wisdomtech

http://www.wisdomtech.com.br

Confira também a nossa lista do Spotfy com tudo que já rolou no AutoRadio.

ALBUM 7 – 1956 – LADO A

Standard

Em um tempo muito muito distante, onde agulhas passeavam entre sulcos negros nos objetos circulares que chamávamos simplesmente de discos.

Nessa edição temos Wellington Leal que esteve meses atrás no nosso episódio de 1975 agora chega em 1956 também nos ajudando a ilustrar um pouco do que era aquele tempo, como alguns sons influenciaram o nascimento e desenvolvimento do rock e como era o automobilismo naquela época.

É fato que a Formula 1 estava também nos seus primórdios e aqui falamos como Juan Manuel Fangio era um cara diferenciado vencendo tanta corrida que a gente até se perdeu nas contas.

Não diferente do automobilismo, o Rock estava criando sua cara. Fato esse é que o Rei Elvis Presley surgia requebrando sua pelvis e irritando os pais mais tradicionais. Além disso, a capa do seu primeiro álbum foi inspiração para muitos como The Clash

Clarence “The Frogman” Henry ‘coachava’ que não tinha casa, não tinha teto e não tinha nada e mesmo assim fez um baita sucesso.

Um dos mitos do rock também entrava na parada: Fats Domino era o cara que influenciou muita gente e só deu alegrias para New Orleans.

Já em uma vertente um pouco diferente, The Platters aparecem com a ótima The Great Pretender. Descubra porque é difícil até hoje saber a formação da banda.

Os Estados Unidos realmente foi um berço para grandes astros do rock e no automobilismo não foi diferente. A Nascar também era literalmente bem roots. Um espetáculo de simplicidade da época que encantaria a todos por muitas décadas. Conheça aqui como ela foi inspirada em ‘dar fuga dos hôme’ e a história da peça pesada no mercado de peixes!

Eu duvido que alguém não conheça Delilah Jones das 3 irmãs McGuire Sisters. Não dá para ligar o nome às pessoas? Confira nesse Lado A.

Chain Gang é uma grande música inspirada na escravidão. Bobby Scott pode ter inspirado um certo cantor australiano que morrou no Sumarezinho em SP nos anos 80…

Frankie Lymon… A prova que grandes talentos podem cair por bobagem. Relembre um grande hit desse garoto, maroto e travesso com sua banda The Teenagers.

Harry Belafonte… esse cara é f…ora de série

 

Nos adicione no seu agregador de podcasts pelo feed: http://feeds/feedburner.com/AutoradioPodcast

Powered by Wisdomtech

http://www.wisdomtech.com.br

Confira também a nossa lista do Spotfy com tudo que já rolou no AutoRadio.

UNDER THE COVERS EP – KING OF PAIN

Standard

King Of Pain é por si só uma música fantástica. Quando se conhece a história por trás das letras que Sting escreveu para o album Synchronicity de 1983, a coisa muda e toca mais fundo na alma.

Mas tem muita gente que conheceu esse som como Queen Of Pain na voz de Alanis Morissette. Uma dessas pessoas que conheceu primeiro essa versão é o nosso convidado Bruno Escarim.

Aqui além que conhecermos a música e o contexto das duas versões, Bruno nos trás alguns causos para essa roda de rock ‘n roll e como isso influenciou as gerações da época.

Além disso, falamos sobre o kartismo, os primeiros passos começando no kart indoor, passando pelo inicio do seu campeonato de kart Asseka chegando ao Podcast KartBuzz. Aí no meio tem muito causo para ser contado e você confere nessa edição.

Descubra como o Jota Quest faz sucesso lá no GugaCast.

Se você não conhece, acesse o KartBuzz em www.kartbuzz.com.br

Se você quer andar de kart na Asseka, acesse www.asseka.com.br

Nos adicione no seu agregador de podcasts pelo feed: http://feeds/feedburner.com/AutoradioPodcast

Powered by Wisdomtech

http://www.wisdomtech.com.br

Confira também a nossa lista do Spotfy com tudo que já rolou no AutoRadio.

ALBUM 6 – 1967 – BONUS TRACKS

Standard

E agora nossa última parada aporta nas 500 Milhas de Indianápolis!

Veja com quantas curvas se faz uma Indy no oval!

Confira como um carro turbinado pode deixar um piloto literalmente de lado!

E do outro lado o mundo, os Beatles mostravam que pimenta do sargento no clube dos outros é refresco enquanto os Rolling Stones queriam passar a noite juntos.

Os Animals reformulavam-se e mostravam do que era capaz as noites de San Francisco e o Grateful Dead davam seu rolê de Harley Davidson pelas ruas da cidade.

Girl You Be A Woman Soon: Pulp Fiction? Urge Overkill? Biddu Orchestra? Nãããããão. Isso é Neil Diamond!

Nos adicione no seu agregador de podcasts pelo feed: http://feeds/feedburner.com/AutoradioPodcast

Powered by Wisdomtech

http://www.wisdomtech.com.br

Confira também a nossa lista do Spotfy com tudo que já rolou no AutoRadio.

 

Album 6 – 1967 – Lado B

Standard

E aqui nesse Lado B de 1967 poderemos saudar o Rei Richard Petty com o início da sua sequencia de vitórias. Veja como ele humilhou na Nascar 1967.

E boas vibrações vinham da praia. The Beach Boys finalmente apresentavam Smiley Smile, um álbum cheio de historinhas para sair.

Até Van Morrison estava lá estreando com o ótimo Blowin’ Your Mind! e na mesma proporção com uma capa de dar medo. Saiba o que ele achou do álbum e relembre Brown Eyed Girl.

Naquela época Jefferson Airplane não sabia que tantas mutações na sua vida ocorreriam. Cássio Machado e Ricardo Bunnyman tiveram suas mentes explodidas quando FabioCa Ramiro apresentou a árvore genealógica dos caras.

Assim como Jefferson Airplane, The Byrds planavam pelas ondas do rádio apresentando o Younger Than Yesterday. Será que eles estão mais jovens do que ontem ainda?

A verdade é que jovens e senhores eram altamente combativo em Le Mans 1967 onde A J Foyt e Dan Gurney mostraram que seu ano estava on fire. Você sabia que já tinha carro elétrico correndo naquele ano? Sabia que o ato de agitar o champagne começou nessa corrida? Ouça e descubra!

Há quem diga que Scott McKenzie é um cantor que toca em rádios easy listening mas aqui você chegará a conclusão que ele foi uma peça chave no Summer Of Love em San Francisco, cidade que abrigou esse evento que mudou o mundo e o pai da Norah Jones também estava presente.

Realmente os anos 60 tinham uma fixação pelo ar. Peter, Paul & Mary nos agraciava com Leaving On A Jet Plane do Album 1700 enquanto Frank Zappa e o Mothers of Invention bagunçava as mentes com um som peculiar.

E o Brasil teve um booooom na exportação da sua música. Além do movimento tropicalista rolando entre balas e cassetetes, a bossa nova ganhava o mundo. Som que a obscura cantora inglesa Sandie Shaw pode nos presenciar no seu album Love Please Love Me com a versão de Samba de Uma Nota Só.

E não para por aí. o ilustríssimo Tom Jobim se encontrava com seu brother Frank ‘Blue Eyes’ Sinatra e lhe apresentava entre outras coisas a beleza da Girl From Ipanema.

Nos adicione no seu agregador de podcasts pelo feed: http://feeds/feedburner.com/AutoradioPodcast

Powered by Wisdomtech

http://www.wisdomtech.com.br

Confira também a nossa lista do Spotfy com tudo que já rolou no AutoRadio.

EPISÓDIO 6 – 1967 – Lado A

Standard

Antes do Daniel Azulay! Antes do homem pisar na Lua! Antes do Richard Branson inventar de criar o disco voador! Lá estavam nosso ídolos rasgando as retas dos maiores autódromos e queimando instrumentos musicais!

1967! Um ano de grandes corridas e grandes canções!!!

Muita gente nasceu em 1967 assim como alguns já não estão mais com a gente mas deixaram muito do seu talento marcado na história.

Conheça Danny Hulme, o cara que suplantou o lendário Jim Clark e ainda colocou volta em Graham Hill numa temporada curta onde cada ponto era crucial para a conquista do título da Formula 1.

Nessa primeira de três partes sobre 1967, relembraremos o nascimento de grandes nomes como Pink Floyd que lançava The Piper At The Gates Down e Jimi Hendrix que mandava Fire na guitarra também debutando.

Os Yardbirds eram um ninho de grandes mestres da guitarra e aqui conferimos já um quarto álbum dos caras ao mesmo tempo que Velvet Underground e The Doors davam seus primeiros passos.

Nos adicione no seu agregador de podcasts pelo feed: http://feeds/feedburner.com/AutoradioPodcast

Powered by Wisdomtech

http://www.wisdomtech.com.br

Confira também a nossa lista do Spotfy com tudo que já rolou no AutoRadio.

Under The Covers EP – Work Is A Four Letter Word

Standard

A coisa mais bacana que tem em um bate papo é falar do que se gosta com quem gosta do que você gosta.

Falaremos da obscura Work Is a Four Letter Word e muito mais. A empolgação foi tanta que além de falarmos dessa canção da cantora Cilla Black, resvalamos também em partes da carreira dos Smiths, os motivos da quebra da banda entre outras curiosidades, polêmicas, etc

Para tanta abrangência, essa edição do Under The Covers está em formato EP : ) Não tão pequeno para ser um single mas também não tão grande para ser um álbum. E nesse novo formato, chamamos Childerico Fernandes, um dos caras mais Fanáticos por Morrissey de toda história conhecida dessa galáxia.

Um momento particularmente histórico para esses dois participantes por que não se conhecem pessoalmente mas se conhecem virtualmente há mais de 10 anos por causa da música e poesia de Morrissey e os Smiths.

Chiderico foi responsável por traduzir de forma intima as letras da banda desde os tempos do Orkut e com isso levou a literatura da banda a mais pessoas que conseguiram entender porque esses caras são tão influentes até hoje.

Esse é um dos casos que o cover suplanta a música. Não é uma música impactante na carreira dos Smiths ou da Cilla Black, mas ela pode ter sido a gota d’agua para o fim da banda.

E além de tudo, o papo foi muito legal!

Vamos ver o que tem aí no play? Boa audição!

Under The Covers – Blister In The Sun

Standard

Olha aí! Mais um Under The Covers na parada!

E dessa vez, uma das mais icônicas bandas alternativas dos anos 80 pousa seu mais famoso single na pickup do nosso DJ Flashbackson: Violent Femmes com Blister In The Sun!

Você sabia que nos anos 2000 John Cusack pediu uma nova versão? E que foi feito um vídeo que você pode conferir aqui?

Em 2009 foi a vez do fantástico Nouvelle Vague fazer sua versão. Caaaara, ficou muito legal com esses franceses especializados em covers.

Confira com a gente a historia dessa canção marcante aqui no site ou então assine nosso feed no seu agregador e fique por dentro sempre que sair coisa nova por aqui.

 

EPISÓDIO 5 – 1998 Bonus Tracks

Standard

Descubra nessa terceira parte de 1998 como o relaxo dos pedreiros deixou os tijolinhos a vista mais famosos do mundo! (brincadeira!) A Indy 500 1998 está aqui!

Onde estavam os aviões na apresentação da Indy500 de 1998.

Budd Lazyier foi Preguiçozier e deixou a garrafa de leite para outro cara. Descubra quem é.

1998 foi o descabaçamento da Dalara!

Carburation Day sem Carburador? O que eles fazem nesse dia?

E quem ganha as 500 Milhas ganha praticamente um caminhão de prêmios!

Saiba porque rótulos devem ficar apenas em remédios e produtos de outras coisas fora da música.

E o Pearl Jam que dava as caras no vídeo de novo com Do The Evolution! Com Yield trouxeram mais arte com grandes obras como Given to Fly.

O buraco era mais em baixo com Malibu do Hole. Relembre essa bela canção não menos perfeita do que Perfect do Smashing Pumpkins.

Mrs Lauryn Hill deu as cara por aqui também com Everything Is Everything.

E contrastando com tudo, Belle and Sebastian lançava The Boy With The Arab Strap. Mais uma capa monocromática que continha Dirty Dream Number Two.

Arab Strap… que coisa feia…

No ano que vem, 1999, a banda do tiozão mais adolescente do Brasil fecha 1998 com um retorno triunfal nessa faixa do álbum Atrás dos Olhos.